Adicione aos Favoritos

CABO SNOOP

27 novembro 2010

cabo-snoop

Verdadeiro showman, na forma de cantar e dançar, Ivo Lemos “Cabo Snoop” foi uma das figuras mais aplaudidas durante as apresentações dos dez finalistas da 20.ª edição do Top dos Mais Queridos 2010.

“Estou há menos de seis meses no mercado e felizmente consegui estar entre as dez melhores músicas do país. O desafio, agora, é manter a linha e não decepcionar as pessoas que votaram em mim”, disse.

A participação no concurso, que elege as dez mais da música nacional angolana, foi para si, o conquistar de uma batalha e o impulso para novas conquistas.

 

 

 

 

Cabo Snoop destaca-se também pelas cores das roupas com que se apresenta. “As crianças são os maiores admiradores dos Kuduristas por isso ao meu look acrescento roupas estampadas com heróis infantis”, explicou o autor de Windek.

Introvertido e tímido na forma de falar, Ivo apresenta--se como um verdadeiro artista em palco, para surpresa e alegria dos amigos e familiares.

“Quando a minha mãe soube que eu canto e do meu primeiro espectáculo disse: és muito tímido para te apresentares em palco. Mas ainda assim deu-me todo o apoio necessário”.

Embora cante no estilo Kuduro, Cabo Snoop, realçou que a sua preferência é o House Music, mas o mercado submeteu-o ao que faz, o kuduro.

A sua primeira música gravada não chegou a tocar nas rádios, “é muito difícil, pôr uma música numa estação emissora. Alguns DJs tiveram acesso ao single, mas ainda assim não tocou. Mas o “Windeck” foi o passaporte para o sucesso”, disse.

“Pracatátumba”, “Zagala” e “Windek” são expressões que já estão na boca do povo. Criadas por Cabo Snoop, os sucessos fazem parte do álbum Bluetooth, da figura do mês de Outubro, da MTV B, a lançar no próximo mês.

Quem ouve o sucesso, nas rádios, discotecas ou ainda como toque predefinido de telemóvel, tem que perguntar: o que quer dizer Windeck?

A inquietação leva-os às mais diversas respostas, pelas estrofes enigmáticas da música. Sobre o mistério, o autor explicou que o termo foi adaptado de uma expressão norte-americana.

“Um amigo, ao ouvir a música do cantor norte- -americano, Fat Joe, ao invés de dizer “Lean Back” dizia Windeck. Peguei na palavra e adaptei-a para vários significados”.

Cabo Snoop usou da criatividade, e deu asas à imaginação, atribuindo vários significados à expressão.

“Windeck tem vários significados, dependentes da maneira como o indivíduo vê o mundo e o contexto em que ouve a música”, explicou.

A gravação da música surgiu ao acaso, quando se encontrava no estúdio Power House e Hochi Fu o convidou para pôr voz num dos seus instrumentais.

Quando criou o “Windeck”, não seria para cantá-lo no estilo kuduro, mas o mercado assim o exigiu.

Apôs o sucesso do “Windeck”, a produtora decidiu apostar em algo que não fugisse do estilo apresentado no primeiro sucesso.

“O que eu faço é buscar palavras estranhas e usadas nos subúrbios, levo-as ao conhecimento do público dando-lhes mais vida e deixando o real significado ao critério dos ouvintes”, realçou.

No bairro em que vive o termo “pracatátumba”, significa, “partir o braço”, o que quer dizer obter lucros à custa de outrem, mas, dependendo do contexto, pode ser adaptado

Quinze faixas musicais farão parte do “tão” esperado álbum de Cabo Snoop. Intitulado Bluetooth, a primeira obra, produzida integralmente em Angola no estúdio Power House de Hochi Fu, estará no mercado a partir do mês de Novembro.

“No meu disco, trago uma diversidade de estilos, algo mais além daquilo que o pessoal está acostumado”.

Kuduro, house music e Hip Hop são alguns dos estilos patentes em Bluetooth, que se distingue dos demais pelas mensagens “enigmáticas”que apresenta. O titulo do álbum, é propositado, tendo em conta a forma como foi divulgado o “windeck”, explicou.

“Devido à dificuldade em pôr o “Windeck” a tocar nas rádios, optei por promovê--lo através dos telemóveis entre os amigos e pessoas conhecidas. A ferramenta usada foi o Bluetooth.

O álbum conta com as participações de cantores da produtora entre eles o Mascarado, Silva Freitas, Os Supremos, Os Três, IVM, Hochi Fu e ainda o músico convidado C4Pedro.

Devido ao sucesso nacional de “Windeck” e “Pracatátumba”, músicas promocionais do álbum, a venda não se limitará a Luanda.

“Sou sempre bem acolhido, nos espectáculos pelas províncias, por isso farei a venda a nível nacional”, justificou o artista.

Entre as várias novidades do disco, consta um kuduro cantando em inglês, “o público vai gostar e espero com essa música expandir mais o nosso kuduro a nível internacional”.

Power House de Hochi Fu

Obigraph, amigo de Cabo Snoop e funcionário da produtora Power House, foi a ponte entre o cantor e o produtor Hochi Fu. Professional em grafite, convidou Ivo Lemos, a ajudá--lo a pintar a Power House.

“O meu amigo já trabalhava para o Hochi, e convidou-me para ajudar-lhe a pinchar as paredes do estúdio, e passei a ter um contacto mais próximo com todo o pessoal da produtora”, disse Cabo Snoop.

Na altura, o músico havia terminado o ensino médio e devido às dificuldades em ingressar na Faculdade, trabalhava com o amigo nas grafites. As suas habilidades impressionaram o produtor que o convidou a trabalhar na produtora, na área de fotografia e captação de vídeos.

Mas este não foi o primeiro contacto com o produtor. Ivo lembra-se ainda da gravação do videoclip da música “Karga” de Big Nelo. Apesar de ter participado como bailarino na edição não apareceu em nenhum momento do videoclip.

“Contei ao bairro todo que havia participado na gravação do videoclip do Big Nelo com produção do Hochi Fu, mas quando o vídeo passou na televisão os meus amigos gozavam comigo porque a minha parte não passou”, lembrou animado.

À semelhança do lançamento do conhecido grupo de Ku duro, os Lambas, Hochi Fu, também é o responsável pelo sucesso de Cabo Snoop…

Riptors
Curta-nos no Facebook Tema produzido por: Leonardo freitas Adicione aos Favoritos
download de filmes, Filmes Online, Assistir Filmes, Download de Filmes, Filmes para Download, Filmes Para Baixar, baixar filmes, Filmes para download, filmes e séries